Dia Mundial da Meteorologia - 23 de Março de 2017

2017-03-20 00:32:25

ORDEM DO DIA

Dia Mundial da Meteorologia 2017

             O Dia Mundial da Meteorologia é celebrado em 23 de março, em homenagem a todos os meteorologistas que, monitorando as condições de tempo e elaborando previsões meteorológicas aplicadas a diversas áreas da sociedade, tais como a agricultura, a economia e a defesa civil, contribuem sobremaneira para o desenvolvimento econômico do nosso País e na prevenção e adoção de ações frente aos desastres naturais causados por eventos meteorológicos severos.

             Nesse contexto, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), diante do acelerado incremento da navegação aérea, se prepara para enfrentar os novos desafios que se apresentam, iniciando, dentre outros, um processo de reestruturação dos centros meteorológicos, com vistas à criação do Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica (CIMAER), que irá concentrar as atividades de previsão meteorológica no âmbito do SISCEAB em um único órgão, possibilitando, desta forma, a racionalização no emprego de recursos, humanos e materiais.

             Ainda, nesse processo, o DECEA vem automatizando a sua Rede de estações meteorológicas com a implantação de estações meteorológicas de superfície automáticas (EMS-A), nas localidades de interesse, gerando e disponibilizando informes de aeródromo (METAR) sem a intervenção humana, de forma que os meteorologistas e os aeronavegantes tenham conhecimento das condições de tempo nos aeródromos, mesmo fora do horário de funcionamento.

             Outro ponto a ser destacado é a implantação do Sistema de Monitoramento de Tempo Severo Convectivo (STSC), disponibilizado na REDEMET, que informa aos centros meteorológicos e aos demais usuários da Meteorologia Aeronáutica a ocorrência e a localização de áreas de mau tempo que possam impactar as rotas aéreas.

             Todas essas iniciativas têm como objetivo o aumento da qualidade e da eficácia na prestação do Serviço Meteorológico Aeronáutico no âmbito do SISCEAB, com impactos positivos no planejamento e na segurança dos voos, na otimização das rotas aéreas e na redução do consumo de combustível das aeronaves.

             No entanto, tenho a consciência de que, mesmo com todos esses avanços, nada disso seria possível sem a participação dos nossos profissionais de meteorologia que, com extrema dedicação e profissionalismo, trabalham nos órgãos de Meteorologia Aeronáutica nas mais diversas localidades do nosso Brasil.

             Por fim, cumprimento a todos os meteorologistas do SISCEAB e reafirmo a minha confiança no trabalho realizado, expressando as mais sinceras homenagens por ocasião do Dia Mundial da Meteorologia.

 

Ten Brig Ar CARLOS VUYK DE AQUINO

Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo

Salvar Salvar Salvar

Autoatendimento

2016-12-19 10:53:23

Corrigido inconsistências referente as Cartas de Vento nos seguintes quesitos:

  • O usuário ao informar nível de voo diferente dos níveis padrões, resultava somente na carta do FL050, independente do FL informado.  Por exemplo: FL355 resultava na carta do FL050.
  • Além deste, sempre ocorria de não vir o nível acima, informando que tal Carta não exista.

Problemas no Google Maps

2016-11-01 18:00:39

Favor utilizar o link alternativo REDEMET http://redemet.decea.gov.br, caso ocorra problemas em carregar os mapas provenientes do Google Maps pelo endereço http://www.redemet.aer.mil.br.


Ajuda para interpretação da SIGWX

2016-10-27 12:40:05

Informações úteis para melhor compreensão das cartas prognosticadas

SÍMBOLOS DE FENÔMENOS SIGWX

  tempo significativo

1    São incluídas, em um canto da carta, as seguintes informações: o símbolo de materiais radioativos; latitude/longitude do local do acidente; e data/hora do acidente. Deve-se, também, verificar mensagens NOTAM para ver se há outras informações a serem adicionadas.

2    São incluídas, em um canto da carta, as seguintes informações: o símbolo de erupção vulcânica; nome e número internacional do vulcão (se conhecido); latitude/longitude; e data/hora da primeira erupção (se conhecidos). Deve-se, também, verificar mensagens SIGMET e NOTAM/ASHTAM para cinzas vulcânicas.

3    Símbolo de precipitação congelante formado sob temperaturas muito baixas, não se refere à formação de gelo devido à precipitação que entra em contato com a aeronave.

NOTA :      As alturas entre as quais os fenômenos são previstos ocorrerem, serão indicadas como especificado na legenda da carta: o topo sobre a base.

 

 

 

FRENTES, ZONAS DE CONVERGÊNCIA E OUTROS SÍMBOLOS USADOS

frente

 

 

 

 

 

 

 

1    Os algarismos dentro do símbolo representam a altura total das ondas, em pés ou metros.

2    Os algarismos dentro do símbolo representam a temperatura da superfície do mar, em °C.

3    Este símbolo se refere às áreas extensas de vento forte à superfície, onde a sua velocidade exceda a 30 kt (60 km/h).

 

ABREVIATURAS USADAS PARA DESCREVER NUVENS

TIPOS

 

CI - CIRRUS SC - STRATOCUMULUS
CC - CIRROCUMULUS ST - STRATUS
CS - CIRROSTRATUS CU - CUMULUS
AC - ALTOCUMULUS CB - CUMULUNIMBUS
AS - ALTOSTRATUS TCU - CUMULUS EM FORMA DE TORRES
NS - NIMBOSTRATUS  
 

QUANTIDADES

 

NUVENS (EXCETO CB)
FEW - POUCO (1 A 2 OITAVOS)
SCT - ESPARSO (3 A 4 OITAVOS)
BKN - NUBLADO (5 A 7 OITAVOS)
OVC - ENCOBERTO (8 OITAVOS)

 

NUVENS (SOMENTE CB)
ISOL - CB INDIVIDUAIS (ISOLADOS)
OCNL - CB BEM SEPARADOS (OCASIONAIS)
FRQ - CB COM PEQUENA OU NENHUMA SEPARAÇÃO (FREQÜENTES)
EMBD - CB EMBUTIDOS EM CAMADAS DE OUTRAS NUVENS OU ENCOBERTOS POR NÉVOA SECA (EMBUTIDOS)
 

ALTURAS

Nas cartas SWH e SWM, as alturas das nuvens são indicadas em níveis de vôo (FL), topo sobre a base. Quando XXX for usado, os topos ou as bases estarão fora da camada da atmosfera a que se refere a carta. Exemplos: Exemplo Nas cartas SWL, as alturas são indicadas como altitudes acima do nível médio do mar e a abreviatura SFC é usada para indicar o nível do solo.  

DESCRIÇÃO DE LINHAS E SISTEMAS EM CARTAS ESPECIFICAS

CARTAS DE PREVISÃO DE FENÔMENOS SIGWX

 linhas de vieira

DEMARCAÇÃO DAS ÁREAS DE TEMPO SIGNIFICATIVO
(LINHA DE VIEIRA)
linhas de turbulencia
DELIMITAÇÃO DE ÁREA DE TURBULÊNCIA
jato
POSIÇÃO DO EIXO DA CORRENTE DE JATO COM VELOCIDADE MENOR QUE 120KT, COM INDICAÇÃO DA DIREÇÃO E VELOCIDADE DO VENTO E ALTURA, EM NÍVEL DE VÔO
jato2
POSIÇÃO DO EIXO DA CORRENTE DE JATO COM VELOCIDADE IGUAL OU MAIOR QUE 120KT, COM INDICAÇÃO DA DIREÇÃO E VELOCIDADE DO VENTO E ALTURA, EM NÍVEL DE VÔO
A EXTENSÃO VERTICAL (ESPESSURA) DA CORRENTE DE JATO É MOSTRADA LOGO ABAIXO DO NÍVEL DE VÔO E INDICA OS LIMITES EM QUE A VELOCIDADE SE REDUZ A 80KT
NO EXEMPLO, A CORRENTE DE JATO COM VELOCIDADE DE 150KT OCORRE EM UMA CAMADA COM EXTENSÃO VERTICAL QUE SE ESTENDE DO FL280 AO FL330. ALÉM DESTES LIMITES, A VELOCIDADE DO VENTO SE REDUZ A 80 KT
A BARRA DUPLA REPRESENTA UMA MUDANÇA DE 20KT AO LONGO DA CORRENTE DE JATO. POR DEFINIÇÃO DA OACI, A CORRENTE DE JATO SE INICIA E TERMINA COM VELOCIDADES DE 80KT. A BARRA DUPLA SERÁ UTILIZADA ENTRE OS SÍMBOLOS DE VENTO, AO LONGO DA SETA QUE REPRESENTA A CORRENTE DE JATO
vel
VELOCIDADE EM NÓS E DIREÇÃO DE SISTEMAS FRONTAIS, SISTEMAS DE PRESSÃO E ANTICICLONE
X
POSIÇÃO DOS CENTROS DE PRESSÃO, EM HPA
L
CENTRO DE BAIXA PRESSÃO
H
CENTRO DE ALTA PRESSÃO
alt iso
ALTITUDE DA ISOTERMA DE 0°C, EM PÉS (HECTOPÉS)
NO EXEMPLO, O NÍVEL DE 0ºC SE ENCONTRA A UMA ALTITUDE DE 6.000 FT
vel
VELOCIDADE EM NÓS E DIREÇÃO DE SISTEMAS FRONTAIS, DE PRESSÃO E ANTICICLONES
 

CARTAS DE PREVISÃO DE VENTOS E TEMPERATURAS EM ALTITUDE

SETAS, REBARBAS E BANDEIROLAS  

barb

A HASTE INDICA A DIREÇÃO DO VENTO E O NÚMERO DE REBARBAS E/OU BANDEIROLAS CORRESPONDE À VELOCIDADE; UMA BANDEIROLA CORRESPONDE A 50 KT, UMA REBARBA A 10 KT E MEIA REBARBA A 5 KT

Autoatendimento

2016-08-09 02:18:05

Corrigido bug's referente a:

  • Exposição de cartas de vento com validade não condizentes a data e hora desejada pelo usuário.
  • Exposição incorreta quando na ausência do produto SIGWX solicitado.
  • Erro na verificação da data e hora solicitada pelo usuário.

Zoom do mapa da página principal do portal

2015-12-26 03:27:55

O zoom automático aplicado ao mapa da página principal do portal foi desativado. Ele (zoom)  ocorria durante a atualização das informações das imagens de RADAR. Sua desativação facilita o uso do zoom por usuários que desejam monitorar uma área específica, sem perder suas configurações  a cada verificação das imagens de RADAR.